EL GRIMORIO DEL PAPA HONORIO PDF

Y por que Nuestro Salvador Matth. Empero, de ordinario, los pecados son causa de este gran trabajo. Otras veces le espantan y atemorizan y le maltratan lastimosamente. Otras veces entran en forma d eaire, de raton, y de otros animalejos. Agios o Theos, quiere decir: Santo Dios. Su significado es: Principio y Fin, Dios Eterno.

Author:Malat Voodoozahn
Country:Cyprus
Language:English (Spanish)
Genre:Health and Food
Published (Last):28 December 2008
Pages:126
PDF File Size:4.18 Mb
ePub File Size:17.75 Mb
ISBN:579-9-49279-159-5
Downloads:24090
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Mikasida



S a ti dou o poder de comandar o Prncipe das Trevas 1 e os Anjos serviais que o obedecem com honra. Mateus, IV, so as palavras com as quais Cristo expulsou Satans quando veio para tent-lo no deserto, como forma de afirmar o seu domnio dos poderes das trevas e, portanto, por extenso, o poder anlogo dos Pontfices, seus vigrios na terra.

Assim, com essas palavras o Chefe da Igreja tornou-se tambm o Chefe do Inferno. Mas, at o momento desta Constituio, somente o Pontfice Regente possua a virtude e o poder de comandar os espritos e invoc-los. Agora sua Santidade Honrio III, tendo sido abrandado por suas atividades pastorais, decidiu amavelmente transmitir os mtodos e a habilidade de controlar e invocar os espritos aos seus irmos em Jesus Cristo, os reverenciados, e ele acrescentou as conjuraes necessrias para isso; e tudo poder ser encontrado em nossa Bula, como se segue.

Nos tempos em que Jesus, o filho de Deus, o Salvador, da tribo de Davi, viveu nesta terra, vimos o poder que ele exerceu sobre os Demnios. Esse poder ele transmitiu a So Pedro com estas palavras: Sobre essa Pedra, construirei a minha Igreja, e os Portes do Inferno no triunfaro sobre ela.

Essas foram as palavras dirigidas a So Pedro, ele que foi o chefe e a base da fundao da Igreja. Ns, indigno Pontfice, elevados a esse alto posto pela magnanimidade de Deus e herdeiros como sucessores de So Pedro das Chaves do Reino dos Cus, temos a inteno e o desejo de comunicar esse poder sobre os espritos que possumos e que at agora tem sido do conhecimento apenas dos que esto no nosso nvel.

Por inspirao de Deus, desejamos transmitir e partilhar esse poder com os nossos respeitveis irmos e com os nossos estimados filhos em Jesus Cristo. Sentimos que, ao exorcizar aqueles que esto possudos, eles podem ser arrebatados pelas aparncias assustadoras dos Anjos Rebeldes que foram atirados no abismo por seus pecados, pois eles podem no ser suficientemente versados 9 nas coisas que deveriam conhecer e usar; e desejamos que aqueles que foram redimidos pelo Sangue de Jesus Cristo no sejam torturados pela feitiaria nem possudos por um demnio, e assim acrescentamos a essa Bula as frmulas imutveis por meio das quais eles podem ser invocados.

Porque, tambm, correto e certo que aqueles que ministram sobre o Altar devam estar aptos a exercer o poder sobre os espritos rebeldes, ns agora os habilitamos com o poder que at aqui tem sido apenas nosso.

E ns lhes ordenamos, pela nossa autoridade papal, a seguir o que se segue sem realizar nenhuma alterao; caso contrrio, podero atrair sobre si a ira do Todo-Poderoso. O mago, diz o papa ou pseudo-Papa , precisa antes de qualquer coisa jejuar pelo perodo de trs dias.

Aps esse tempo, ele deve confessar-se e aproximar-se do Altar da Igreja, no o da Arte. Feito isso, o mestre se levantar cedo no dia seguinte, na hora do nascer do sol, e entoar os Sete Salmos Graduais, 3 com as Litanias e oraes de praxe, de joelhos; alm disso, ele no deve beber vinho e nem comer carne na naquele dia.

Depois dever acordar no meio da noite da primeira segunda-feira do ms, 4 e um sacerdote deve dizer uma Missa ao Esprito Santo. Vs que sofrestes a morte na Cruz, para salvar a humanidade, vs que institustes este 3 Eles so os Salmos No Brevirio sacerdotal se encontra a ordem em que so recitados, e as Litanias e Pregarias que os acompanham. Note que, naturalmente, os ritos catlicos descritos aqui e seguir so anteriores a reforma litrgica aplicada depois do Conclio Vaticano II.

A Missa de Pentecoste, com exceo da Epstola, a qual deve na tera-feira aps o Pentecostes, e a Gradual, para os quais existem versculos especiais. Vs que nos permitistes, miserveis que somos, a honra de diariamente reencenar esse fato! Concedeis a este vosso infeliz servidor, que agora segura o vosso corpo em sua mo, o poder e a fora contra os espritos rebeldes; que essa facilidade me seja concedida!

Pois vs sois o seu verdadeiro Deus, e eu chamarei o vosso nome, pois eles tremem diante Dele, e gritarei Jesus Cristo, Jesus! O ritual seguinte consiste em matar um galo preto aps o pr-do-sol e tirar a primeira pena da asa esquerda, e guard-la cuidadosamente.

Em seguida tire-lhe os olhos, a lngua e o corao, segue-os ao sol, e reduza tudo a p. O despojo do restante do galo deve ser feito, durante o pr-do-sol, em lugar desconhecido. Sobre o tmulo deve ser fincada uma cruz de um palmo de altura. Ento, com o polegar, o operador escreve estes sinais em cada um dos cantos da sepultura: 6 Durante todo esse dia o mago no deve comer carne nem beber vinho. Na tera-feira, ao nascer do sol, deve ser celebrada uma Missa dos Anjos.

Michael o Arcanjo que, segundo o dogma cristo, guiou a Milcia Celestial que derrotou Satans, precipitando-o no inferno. Preside o culto de adorao que se rende ao Altssimo, porque oferece a Deus a orao do Santo, simbolizando o incenso a fumaa sobe aos cus. Quando um cristo deixou este mundo, para que So Miguel o fizesse entrar no Paraso; e muitas vezes retratado como a balana da justia divina, pela qual as almas so pesadas.

Seu nome est no Confiteor depois de Maria, que Regina Angelorum. Anjo protetor da sinagoga, Miguel e tambm o da Igreja Crist. A liturgia atribui a ele a revelao do futuro feita a So Joo no Apocalipse. O invocador celebra a Missa em sua honra para atrair a proteo do exrcito celeste, contra a ameaa dos demnios. Na cerimnia catlica, aps a introduo diz a orao: Deus, que com ordem admirvel distribui os ofcios aos anjos e aos homens, conceda de forma benevolente que a nossa vida na terra esteja protegida contra aqueles que ainda esto principalmente envolvidos no cu ao 12 No altar deve estar a pena do galo e, ao lado dela, uma faca nova.

O mestre pega o vinho consagrado e com ele escreve estas figuras num pedao de papel virgem: 8 Isso deve ser escrito enquanto o papel est sobre o altar. Quando terminar a missa, o documento deve ser enrolado em uma pea de seda violeta, nova, junto com a oblao 9 e uma parte da hstia consagrada.

Na quarta-feira noite, o operador deve levantar da cama meia-noite. Ele asperge gua benta pelo quarto e acende uma vela feita de cera amarela, que deve ter sido preparada um dia antes, tendo gravado nela o sinal da Cruz.

Assim que essa vela tiver sido acesa, o Salmo 78 Attendite, popule meus, legem meam Em seguida vem o Ofcio dos Mortos Venite, exultemus Domino, etc. Recordamos, no entanto, o texto: Sancte Michael Arcangele, defende nos in proelio; contra nequitiam et insidias diaboli esto praesidium.

Imperet illi Leus supplices deprecamur; tuque, princeps militiae coelestis, Satanam aliosque spiritos malignos qui ad perditionem animarum pervagantur in mundo, divina virtute in infernum detrude.

Matinas e Laudes so as primeiras partes do Ofcio Divino, que se recitam, respectivamente, 10 durante a noite e madrugada. Seu texto, junto com o Ofcio dos Mortos, se encontra, naturalmente, no Brevirio dos sacerdotes. As instrues so, todavia, confusas: o Ofcio dos Mortos, de fato, no comea com a Venite, exultemus. Que objeto intenciona o autor do grimrio, na realidade, quando fala do Ofcio dos Mortos explicado nos comentrios a este pargrafo e o prximo.

A nona Lio pertence a terceira Noturno do Matinas. A orao dada no Grimrio baseia-se nos versculos 13 esta orao: Libera me, Domine, de timore inferni; nequeant Dmones perdere animam meam, quando illos ab inferis suscitabo, dum illos velle meum imperabo.

Salve-nos, oh, Senhor, do medo do Inferno! No permiti que os diabos destruam a minha alma, quando eu os convocar do fundo do Abismo e quando eu lhes ordenar que cumpram as minhas ordens. Dies illa sit clara, sol luceat et luna, quando illos suscitabo. Que o dia seja luminoso, que o Sol e a Lua brilhem quando eu os chamar! Tremendus illorum aspectus horribilis et difformis. Redde formam angelicam, dum illis velle meum imperabo. Eles so, sem dvida, terrveis e de monstruosas deformidades, mas que vs lhes restaureis suas formas angelicais quando vierem minha presena!

Libera me, Domine, de illis cum visu terribili, et prsta ut sint illi obedientes, quando illos ab inferis suscitabo, dum illis velle meum imperabo. Oh, Senhor, protegeime dos que tm as feies aterrorizantes e fazei com que me obedeam quando eu os convocar do inferno e quando eu lhes ordenar que me obedeam! Ento o operador apaga a vela.

Assim que o sol nascer, ele dever matar um cordeiro macho, cortando-lhe a garganta de um s golpe , mas cuidado para que o sangue no caia no cho. Em seguida, deve remover a pele do animal e jogar a lngua e o corao no fogo. Deve ser um fogo novo, e as cinzas devem ser guardadas para uso posterior.

A pele do cordeiro deve ficar no meio de um campo por nove dias e, durante esse tempo, deve ser aspergida com gua benta, quatro vezes por dia. No dcimo dia, antes de o sol nascer, as cinzas do fogo deve ser espalhada sobre a pele, juntamente com as cinzas do galo.

Ento na quinta-feira presumivelmente no dia seguinte , 12 aps o pr-do-sol a carne do cordeiro deve ser enterrada em um lugar desconhecido de qualquer um, onde nem os pssaros podem ir.

Com o polegar da sua mo direita, o feiticeiro traa os seguintes caracteres sobre a terra da sepultura: 13 que ele substitui. Em outra verso do grimrio, os smbolos a ser traado so reportados como seguem: 14 Por espao trs dias, aps isso, o operador deve visitar a cova e aspergir gua benta na direo dos quatro cantos da mesma, dizendo estas palavras: Asperges me, Domine, hyssopo et mundabor; lavabis me et super nivem dealbabor.

Vertei sobre mim gua benta, oh, Senhor, e eu serei imaculado como a neve! Aps a asperso e antes de deixar o lugar, nessas trs ocasies, ele deve dizer: ORAO Oh, Jesus Cristo, redentor de toda a humanidade, vs que fostes obrigado a sofrer embora fosseis puro, vs que fostes capaz e justo para abrir o livro da vida, concedei a esta pele o poder de assumir os sinais que farei sobre ela que devero ser inscritos com o vosso sangue, a fim de que tais inscries possam investir-se do poder para realizar o que eu desejo.

E concedei tambm que ela possa repelir a malignidade dos demnios, que devem ficar temerosos quando virem esses sinais, e que s tenham o poder de tremer ao se aproximar e olh-los. Por vosso intermdio, Jesus Cristo, vs que sois o eterno e governais para todo o sempre, que assim seja.

Em seguida a essa orao, as Litanias dos Nomes Sagrados de Jesus 14 devem ser ditas. No lugar de Agnus Dei, diga: 14 a ladainha popular do Kyrie Eleison, parte da qual foi recitado durante a Missa, e termina exatamente com a invocao do Agnus Dei qui tollis peccata mundi.

Note que, na frmula a seguir, o mago identifica o cordeiro sacrificado com Cristo. Oh, Cordeiro que foi sacrificado, d-me poder contra os poderes das trevas. Oh, Cordeiro Sagrado, concede-me a tua benevolncia para o propsito de amarrar os espritos rebeldes. Que assim seja. Durante os dezoito dias seguintes a pele de cordeiro esticada. No dcimo nono dia, a l removida e enterrada no mesmo lugar, aps ter sido incinerada. O operador deve escrever com o dedo acima dela, estas palavras: Vellus, istud sic in cirerem reductum, sit presidium contra dmones per nomen Jesu.

Vellus, que isto que foi queimado at as cinzas seja um escudo contra os diabos, em nome de Jesus. Ento, estes sinais devem ser traados no mesmo lugar, da mesma maneira E, depois, o seguinte: 16 A pele deve ser ento posta contra os raios de sol na direo leste, por trs dias, e estes sinais escritos com uma lmina nova: Agora o mago deve ler o Salmo 71 Deus judicium tuum, rigida, etc.

E depois estas marcas devem ser feitas: Em seguida, ele deve entoar o Salmo 77 Attendite popule meus legem meam, etc. Finalmente a operao termina com a recitao do Salmo Credidi propter quod locutus sum, etc. No ltimo dia do ms, o operador instrudo para oferecer uma Missa dos 17 Em outra verso do grimrio, os smbolos a ser traado so reportados como seguem: 17 Mortos, deixando fora a prosa e o Evangelho de So Joo.

No fim da missa dizer o salmo Confitemini Domino quoniam bonus, etc. E aqui esto os trs pentculos menores de Salomo, e os pentculos do Evangelho de So Joo: 18 Neste ponto o processo do Grimrio torna-se quase ininteligvel. A relao dos setenta e dois nomes aparentemente sucede aos Salmos, e seguida pelo Segundo Evangelho, que afinal no omitida. H ento uma extenso do Deo Gratias; este conclui a Missa, que parece ser imediatamente seguida pela evocao.

Mas o uso do Pentculos de Salomo e So Joo no aparece, neste caso, at o encerramento da Conjurao, e nem em todo no outro. O pentculo do Evangelho de So Joo. Deve-se ler o evangelho de So Joo at o dcimo quarto versculo. Deum et Deus erat verbum. Hoc erat in principio apud Deum. Omnia per ipsum facta sunt: et sine ipso factum est nihil quod factum est. In ipso vita erat, et vita erat lux hominum, et lux in tenebris lucet, et tenebr eam non comprehenderunt.

CASINO BOOK NICHOLAS PILEGGI PDF

Grimório do Papa Honorius - Final

Monos A Faustian diaboli rated it it was amazing Apr 27, El libro honorioo divide hohorio dos: Santiago Tuesta rated it really liked it Nov 11, Goodreads helps you keep track of books you want to read. Just a moment while we sign you in to your Goodreads account. Luna Istar marked it as to-read Oct 23, See all condition definitions — opens in a new window or tab This item will be posted through the Global Shipping Program and includes international tracking. This book is not yet featured on Listopia.

DD 2807-2 PDF

GRAN GRIMORIO PAPA HONORIO PDF

Es igual que sea de una sola de dichas plantas o de las tres distintamente. Los signos J. Adonay, Eloim y Jehovam, a que me obedezcas. En fe de lo cual, lo firmo. Lucifugo Rofocale.

HENRI ADAMCZEWSKI PDF

.

EL ALCANCE DE LA MENTE RHINE PDF

.

Related Articles